6 passos para você criar uma linha editorial autêntica e poderosa

COMPARTILHE

6 passos para você criar uma linha editorial autêntica e poderosa

Ter uma linha editorial é muito importante por diversos aspectos, e o que mais gosto é que ela me ajuda a manter os conteúdos se comunicando e se complementado.

Isso faz com que as pessoas que consomem o conteúdo que publico sejam conduzidas de forma natural pela jornada de compra, sem imposições, no tempo delas.

Criar uma linha editorial pode ser mais fácil do que você imagina, e vou te mostrar nesse post um passo a passo simples para você criar sua linha editorial, mesmo que nunca tenha feito isso.

Então chega de enrolação e vamos aos 6 passos que você deve dar para criar uma linha editorial autêntica e poderosa.

Passo 1: Identificar seus serviços e o nicho em que atua

Todo conteúdo tem como objetivo a venda, de forma direta ou indireta, então conhecer seus serviços e o nicho de mercado que atua é importante para criar uma linha editorial consistente.

Quando você conhece bem o seu nicho de mercado fica mais fácil ter ideias e criar conteúdos que façam sentido para o público, afinal de contas, não adianta nada você ter uma loja de roupas e postar conteúdo sobre estética.

Pior ainda é você criar e postar conteúdo que não tenha ligação com os produtos ou serviços que oferece.

O conteúdo é a principal conexão entre o público e o seu produto/serviço fora das ofertas diretas, e quanto mais você conhecer e entender seus produtos e serviços, mais tranquilo será falar deles nos seus conteúdos sem ter que utilizar uma oferta direta.

Uma loja de roupas não vende roupas, ela vende beleza, bem estar, autoconfiança, autoestima, alegria. Então é muito mais eficiente criar conteúdos que falem sobre isso do que ficar postando foto das roupas com o preço e fazendo ofertas diretas.

Passo 2: Conhecer o público

Você vai criar conteúdo para o público, então conhecer suas dores e desejos, a forma como ele se comunica, onde ele busca conteúdo, é fundamental.

O conteúdo que você cria é para o público e não para o seu negócio, site ou redes sociais. Quanto mais você souber sobre o público, mais chances terá de transformá-lo em cliente.

Conheça seus hábitos, gostos, manias, enfim, procure conhecer o máximo de características do seu público, pois essas características vão se conectar com os benefícios que seus produtos e serviços proporcionam, e é dessa conexão que os melhores conteúdos vão sair e o potencial de conversão vai aumentar.

Criar uma linha editorial sem conhecer bem o público, o nicho e os produtos e serviços que oferece pode ser uma grande perda de tempo, pois a tendência será criar conteúdo frio, vazio e de pouco impacto.

Linha Editorial - Conheça seu público

Passo 3: Definir o assunto

Agora que você já tem as informações que são a base da construção da sua linha editorial, é hora de começar a falar sobre a parte mais relacionada a conteúdo.

O assunto é a base do seu conteúdo, a parte mais ampla e está muito ligado ao seu posicionamento de mercado.

Se você não tem clareza ou não sabe o assunto que vai abordar, fica complicado demais criar o conteúdo adequado e conecta-lo com o público e com os seus produtos e serviços.

Uma loja de roupa por exemplo, pode abordar assuntos como: moda, bem-estar, autoestima. E dentro desses assuntos fazer as conexões com os produtos e serviços.

Não existe uma regra quanto à quantidade de assuntos ideal, mas é importante ter equilíbrio. Não adianta nada você falar de 10 assuntos diferentes e os conteúdos serem superficiais.

Eu sugiro que você escolha no máximo 2 assuntos que estejam muito bem conectados com o público, o nicho e os produtos e serviços, e deixe as variações para os temas.

No meu caso o assunto principal é “Design de Conteúdo” e dentro dele eu abordo diversos temas desse universo.

Passo 4: Definir os temas

Temas são os tópicos que serão abordados dentro do assunto proposto. Aqui você vai diversificar seus conteúdos e tornar sua linha editorial mais dinâmica.

Os temas devem estar relacionados com o assunto proposto e alinhados com o perfil do público para que seja possível alcançar os resultados desejados.

Não adianta você falar de um tema só porque está na moda se ele não tem ligação com o público e o perfil do seu negócio.

Explore o máximo de temas possíveis, diversifique para não ficar sempre falando da mesma coisa, e tenha sempre em mente que o público é quem vai definir o que deseja ver, então fique atento ao que está acontecendo ao redor do seu público e tenha espaço na sua linha editorial para temas do momento.

Mantenha sempre os olhos e ouvidos atentos ao que acontece no seu nicho, pois os conteúdos de oportunidade tem um grande potencial de melhorar resultados.

Linha Editorial - Defina seus objetivos

Passo 5: Definir os objetivos

Todo conteúdo precisa ter objetivo, tanto para o público quanto para o seu negócio, caso contrário ele será apenas mais uma publicação para o público.

Não existe um conjunto padronizado de objetivos para seguir, então você precisa definir os objetivos que fazem mais sentido dentro da sua estratégia.

Se navegar pelas redes sociais e pela internet você vai encontrar conteúdo com diversos objetivos, como por exemplo: informar, educar, entreter, inspirar, vender, difamar, criar intriga e muito mais.

Quanto mais claros e alinhados forem seus objetivos com o conteúdo melhor, assim sua linha editorial ficará mais completa e o conteúdo mais fácil de ser criado e ter seus resultados medidos.

Um dos benefícios de definir um objetivo para cada conteúdo criado é o fato de direcionar a tanto a linguagem escrita quanto a visual para a compreensão desse objetivo por parte do público.

Se uma loja de roupa está criando um conteúdo cujo objetivo é inspirar, não faz sentido ela postar uma foto linda de uma peça de roupa sendo apresentada em um manequim sem vida e apenas falando sobre as características da peça e o preço.

Nunca crie um conteúdo sem um objetivo claro.

Passo 6: Defina as emoções que seu conteúdo deve despertar

O ser humano é movido por emoções, e todo conteúdo deve despertar alguma emoção.

Assim como os objetivos, as emoções são muito importantes para o conteúdo, afinal de contas elas têm o seu lugar no processo de decisão de compra das pessoas.

Não basta apenas escolher algumas emoções e distribuí-las de forma aleatória nos conteúdos que compõem a linha editorial, é preciso conhecer quais as emoções fazem o seu público tomar a decisão de compra.

No geral, todas as decisões de compra são resultados da integração de 6 emoções principais:

  • ganância
  • medo
  • altruísmo
  • inveja
  • orgulho
  • vergonha

Então explore essas emoções, sem exageros, e aproveite o máximo delas na sua comunicação direta ou indireta com o público.

Tenha uma linha editorial que emociona, que atrai, que cativa; isso fará com que seus resultados sejam cada vez melhores sem você ser visto como uma vitrine de produtos e serviços apenas.

Entregue valor e transformação, e você terá de volta confiança e com certeza clientes.

O segredo da linha editorial autêntica e poderosa

O segredo da linha editorial autêntica e poderosa

Construir sua linha editorial vai permitir a você criar conteúdos cada vez melhores para o seu público, mas para ela se tornar autêntica e poderosa você precisa, além de seguir os 6 passos apresentados nesse artigo, considerar o seguinte:

  • seja você mesmo, sem máscaras
  • escreva como você fala (cuidado com os erros de português e os vícios de linguagem)
  • quantidade sem qualidade não atrai público
  • fique de olho nas tendências e novidades do seu mercado
  • deixe transparecer nos seus conteúdos os princípios e valores que te movem
  • se não estiver se sentindo bem, não crie conteúdo (muitos não sabem ou não acreditam, mas suas emoções e sentimentos são transmitidas para o público através do conteúdo)

Sempre haverá espaço para melhorar, tanto a linha editorial quanto os conteúdos; cabe a você se manter atento e analisando os resultados para identificar o que funciona e o que não funciona, para então ajustar o processo e seguir em frente.

O melhor amigo do criador de conteúdo são os relatórios de métricas, afinal de contas, eles falam verdades que o público não é capaz de dizer.

Sobre o autor

Jonathan Lamim

Jonathan Lamim

Designer de Conteúdo especialista na criação de estratégias e conteúdos para canais digitais. Escritor profissional com 4 livros publicados e criador do ConteúdoCast, um podcast sobre conteúdo pra quem cria conteúdo.

VOCÊ PODE GOSTAR

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Nós armazenamos dados temporariamente para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar pelo site, você concorda com tal monitoramento.

Cookie settings

Below you can choose which kind of cookies you allow on this website. Click on the "Save cookie settings" button to apply your choice.

FunctionalOur website uses functional cookies. These cookies are necessary to let our website work.

AnalyticalOur website uses analytical cookies to make it possible to analyze our website and optimize for the purpose of a.o. the usability.

Social mediaOur website places social media cookies to show you 3rd party content like YouTube and FaceBook. These cookies may track your personal data.

AdvertisingOur website places advertising cookies to show you 3rd party advertisements based on your interests. These cookies may track your personal data.

OtherOur website places 3rd party cookies from other 3rd party services which aren't Analytical, Social media or Advertising.