Como aumentar o alcance do conteúdo usando social media

Você vai ler nesse post

Em estratégias de Inbound Marketing quanto maior o alcance do conteúdo produzido melhor, e é sobre como aumentar esse alcance do conteúdo através de social media que vamos tratar neste artigo.

É muito comum vermos nas mídias sociais diversos tipos de postagens, desde memes até imagens e links falando sobre produtos e serviços, vídeos mostrando os bastidores das empresas, enfim, tem de tudo.

Vamos fazer uma análise mais específica das mídias sociais usando a produção de um artigo como base. Para escrever um artigo é necessário pesquisar primeiro sobre o tema, para depois escrever, publicar e começar a receber feedback.

Nas mídias sociais é bem semelhante e podemos dividir em duas etapas: monitoramento social e publicação social.

Monitoramento social

No monitoramento social você pode fazer desde o monitoramento das personas, descobrindo o que estão falando sobre sua empresa, marca ou produto, acompanhar as tendências do setor, analisar o que os concorrentes estão fazendo e encontrar novos prospects.

Ele vai possibilitar a geração de conteúdos mais relevantes e que o público está buscando, o que vai gerar mais tráfego para o site ou blog, e consequentemente novos leads que poderão ser convertidos em clientes.

O monitoramento social é só um passo dentro da estratégia de Inbound Marketing, e o passo seguinte é a publicação social.

Publicação social

A publicação social é mais um passo da estratégia de Inbound Marketing a ser executada nas mídias sociais.

Nesse passo você irá utilizar as informações levantadas durante o monitoramento social para produzir e publicar o conteúdo específico para a sua buyer persona, dentro da estratégia traçada.

Esse passo é muito importante, pois é o que você publica e como publica que determinará a percepção do público sobre a empresa, marca ou produto.

Relatório social

Toda estratégia de Inbound Marketing deve ser documentada e toda campanha deve ter seu relatório de métricas para análise.

Para um trabalho eficiente nas mídias sociais é preciso que você crie o relatório social, que possibilitará a compreensão dos resultados, onde você poderá ver como andam os esforços e fazer as devidas comparações para então encontrar novas soluções e alinhar a estratégia.

Agora que você já conhece as etapas para o trabalho de pesquisa, criação e mensuração de resultados nas mídias sociais, vou te apresentar algumas boas práticas para e execução dessas etapas.

Como aumentar o alcance do conteúdo usando social media

Boas práticas do monitoramento social

A primeira coisa a se definir são as metas, antes de qualquer coisa, se preocupe em definir bem as metas.

Independente do que você deseja com a estratégia (mais visitas, mais leads, mais vendas, mais engajamento…) definir metas específicas, relevantes e mensuráveis é uma excelente forma de obter sucesso.

Você deve estar se perguntando: como eu vou definir metas se eu ainda nem planejei o que vou fazer?

Esse questionamento é justo e faz todo o sentido, mas não se preocupe, pois as metas vão ser apenas o guia inicial e conforme você for construindo o planejamento elas podem ser atualizadas, você só não pode se esquecer de documentar essa atualização durante o processo.

A próxima etapa desse processo é a definição do fluxo de mídias sociais. O fluxo de mídias sociais é um grupo de mensagens que são colocadas juntas em um lista, tendo como base algo que todas compartilham.

Você é quem decide os termos que irão compor a mensagem e serão utilizados para mensurar os resultados. Saber se os termos escolhidos são os corretos é uma tarefa difícil, mas o melhor caminho a seguir é utilizando os termos que as buyer personas utilizam para descrever sua empresa, marca ou produto.

Conforme o tempo for passando você irá lapidar esses termos, removendo uns e adicionando outros até que encontre o conjunto de termos ideal, que serão capazes de trazer melhores resultados.

Gary Vaynerchuk, autor do livro Jab, Jab, Jab, Right Hook tem um pensamento bem interessante sobre essa questão do monitoramento.

Ele diz que um dos erros mais cometidos é o de pesquisar por termos contra pesquisas de algumas palavras juntas, frases longas que as pessoas realmente diriam. A solução para esse erro, na opinião de Gary Vaynerchuk, é pensar sobre a cauda longa, como no marketing de SEO.

Antigamente era quase comprar palavras-chave isoladas, era preciso ir além, encontrar os termos capazes de conter e traduzir essas palavras-chave que não podiam ser compradas.

Se você passar a pesquisar pelos termos na conversa ao invés de pesquisar sobre uma frase que as pessoas diriam os resultados serão melhores e você poderá entrar na conversa, interagir, aplicar o jab, jab, jab, right hook.


O que é o jab, jab, jab, right hook?

O jab, jab, jab, right hook é uma forma que Gary encontrou de traduzir uma estratégia utilizada no boxe para o uso no monitoramento de mídias sociais.

No boxe, antes de se aplicar um golpe mais forte é preciso fazer com que o adversário abra a guarda, ou seja, saia da defensiva e dê uma brecha para o ataque, e isso é feito com os jabs, que são golpes de menor intensidade, aplicados de maneira frontal, podendo ser utilizada ou a mão esquerda ou a direita, seguindo a expressão do Gary, nesse caso o jab é aplicado com a mão esquerda.

No monitoramento de mídias sociais os jabs seriam a entrada em uma conversa de modo sutil, interagindo, fazendo com que os envolvidos na conversa baixem a guarda para que então seja possível aplicar o golpe final, o right hook, ou gancho de direita, que é a mensagem chamando os participantes para a aquisição do produto ou serviço, aplicando-lhes o verdadeiro nocaute, que é o fechamento da venda.


Para que seja possível obter o máximo de alcance dentro do público composto por suas buyer personas é preciso fazer o trabalho de segmentação. Essa segmentação pode ocorrer através de geolocalização, ciclo de vida ou pelo conteúdo na qual o público está envolvido.

A criação de grupos no Facebook, Linkedin ou lista de seguidores no Twitter é um bom começo para o processo de segmentação e também para iniciar conversas relevantes ao negócio.

Utilize um email marketing, webinar, vídeo ou post para compartilhar o link para que as pessoas possam fazer parte desses grupos.

Para finalizar as boas práticas sobre monitoramento social, temos o investimento de tempo na criação de respostas personalizadas.

Parece uma tarefa simples mas não é. Respostas personalizadas não devem apenas resolver as preocupações do atendimento ao cliente, elas devem ajudá-lo e acima de tudo encantá-lo.

O público gosta de se sentir especial, então evite usar frases prontas e padronizadas, que já mostram para o público que é tudo automático e a interação que existe é com máquinas e não pessoas.

Nada impede de você ter os roteiros de resposta, mas procure responder de modo humanizado, de acordo com a forma com que a pessoa falou. Veja a seguir um exemplo que aconteceu no Twitter.

[? Ashlyn ?] “Parabéns pelo café extraído a frio, Starbucks”.
[? Starbucks ?] “Ficamos felizes que tenha gostado. Ele é perfeito para o clima quente que se aproxima”.

Dedique um tempo para interagir de forma humanizada com o público, é um investimento e não perda de tempo.

Boas práticas da publicação social

A primeira boa prática é a otimização do perfil da empresa. Essa otimização deverá ser feita em 3 etapas:

  • logo da empresa
  • descrição
  • link para o site

A logo da empresa deverá ser reconhecível pelo público, com alta resolução e nas devidas proporções para cada rede social. Se a imagem da logo não tiver uma qualidade, qual será a impressão do público sobre a empresa?

Para a descrição, seja claro, criativo e breve. Faça uso das palavras-chave na descrição do perfil para facilitar que seja encontrado pelos prospects.

Não se esqueça de colocar o link para o site, pois ele é o convite para que o público possa conhecer mais sobre a empresa.

Com o perfil devidamente configurado o caminho está livre para iniciar as publicações. Mas antes disso é preciso que você defina um guia de estilos para as mídias sociais.

O guia de estilos será o seu manual de publicação, com as regras que irão estabelecer um formato consistente para publicar e responder ao público, compartilhar conteúdo e produzir de acordo com os padrões de cada mídia social.

O Twitter por exemplo, limita as publicações em 140 caracteres, ou seja, você não tem como publicar um post do Facebook no Twitter sem perder parte do conteúdo.

Veja a seguir alguns pontos de apoio que o guia pode conter e que ajudarão a melhorar o alcance das publicações:

  • tom de voz
  • uso de imagens
  • hashtags
  • links
  • tamanho de texto
  • buyer persona

Mais uma boa prática de publicação social é o uso de conteúdo personalizado. Como já foi mencionado ao falar do guia de estilos, as mídias sociais possuem formatos de publicação diferente, logo os seus posts precisam ter o conteúdo personalizado para atingir o público em cada uma dessas mídias.

No Twitter temos o público que gosta de mensagens curtas, já o Linkedin é uma rede mais profissional, com conteúdo mais culto. O Instagram tem um público que gosta de compartilhar os momentos através de fotos e vídeos, e no Facebook encontramos de tudo um pouco.

Analisando essas 4 possibilidades de mídias sociais de modo superficial já é possível ver que não dá pra publicar um conteúdo da mesma forma em todas elas. É aí que entra em cena o conteúdo personalizado, com bastante criatividade para atingir o máximo de público em cada mídia.

Não fique preso em um único formato de publicação, aproveite o suporte que cada mídia social possui e explore vídeos, imagens, textos e links em benefício do seu conteúdo.

Além da criação de conteúdo personalizado, você também pode compartilhar conteúdo relevante do seu segmento de mercado. Essa é mais uma boa prática da publicação social que pode ajudar o seu público a entender como o segmento de mercado está funcionando, as novidades, e complementar o conteúdo próprio produzido pela empresa.

Compartilhar conteúdo que não foi produzido pela empresa, mas que está dentro da estratégia é muito importante, pois ajuda o público a entender o segmento de mercado que a empresa atua e passa mais confiança, uma vez que compartilhar conteúdo é sinal de que existe um monitoramento do que está acontecendo fora da empresa.

Por fim, uma última prática recomendada é a construção de um calendário de publicação, onde constará toda a programação de conteúdos a serem produzidos e publicados, com referência das buyer personas e canais de publicação, assim como o objetivo da publicação, dia e hora da publicação entre outras informações.

Boas práticas de relatório social

Esse relatório deverá ser feito com base nas metas traçadas na construção da estratégia, pegando sempre os resultados da última medição para usar como parâmetro e então ter noção de como anda a estratégia, se ela está gerando resultados, quais os pontos onde existem falhas e o que fazer para melhorar.

Com essas métricas em mãos você pode pesquisar dados do setor na internet, juntar com os dados histórico da empresa – que devem ser a principal referência – e então fazer uma análise mais completa dos resultados.

Uma boa prática recomendada é o cálculo do ROI, o seu retorno sobre investimento.

O cálculo do ROI ajuda a visualizar o estado da estratégia, comparando os investimentos em relação ao alcance ou não das metas, o tempo investido na criação de conteúdo, monitoramento entre outros.

Pra fechar, uma boa – ou melhor, excelente – prática de relatório social é analisar as métricas com base nos objetivos que você deseja atingir e que foram definidos durante a construção da estratégia.

As duas principais métricas quando o assunto é conteúdo são leads convertidos e custo total por lead.

E além dessas temos métricas de indicadores secundários e indicadores de uso.

Indicadores secundários

  • Assinantes de blog
  • Assinantes de email
  • Qualidade dos leads
  • Custo por visitante

Indicadores de uso

  • Pageviews
  • Visitantes
  • Conteúdo mais lido
  • Custo médio de PPC

Ao aplicar as boas práticas mencionadas nesse texto em sua estratégia de Inbound Marketing, com certeza você conseguirá um aumento no alcance do conteúdo publicado nas mídias sociais.

O público quer mais conteúdo a todo instante, mas ele quer conteúdo de qualidade, que responda às suas dúvidas e com uma linguagem que ele possa entender.

Produza conteúdo para o seu público e não para a empresa. Use o conhecimento ou mesmo o desconhecimento do seu público em prol da produção de conteúdo relevante.

Não são palavras difíceis e textos longos que demonstram autoridade no assunto, é a forma como o público trata o conteúdo que definirá o seu nível de autoridade. Por isso, escreva para o público.

Ficou com dúvidas após ler esse artigo? Quer saber mais sobre o assunto? Então deixe suas dúvidas nos comentários que terei o maior prazer em responder.

Não se esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos!

 

Livro Marketing de Conteúdo

Compartilhe