Fatores de Rankeamento do Google: Sinais Sociais

Você vai ler nesse post

Os fatores de rankeamento do Google são muito importantes e precisam ser observados de perto se você quer que o seu conteúdo esteja nas primeiras páginas dos resultados de busca.

Esse é o primeiro artigo de uma série onde vou apresentar os principais fatores de rankeamento agrupados em tópicos como por exemplo:

Vamos começar falando sobre os fatores de rankeamento ligados a Sinais Sociais.

O que seriam os Sinais Sociais para o Google?

Para o Google os Sinais Sociais são tudo aquilo que acontece com seu conteúdo dentro das redes sociais como quantidades de tweets, curtidas, compartilhamentos e alguns outros fatores que apresentarei a seguir.

Número de tweets

Assim com os links, o Google conseguem medir o volume de tweets e verificar a existência de links nesses tweets. A partir daí ele pontua os links dentro do seus sistema de rakeamento, onde quanto maior o número de tweets maior a pontuação para o link.

Autoridade da conta no Twitter

Tweets de links feitos por conta com número mais elevado de seguidores e mais tempo de criação tem mais relevância para o Google do que de contas com menos seguidores e menos tempo de criação. Isso acontece porque o Google considera que quanto maior o tempo de conta e o número de seguidores, mais influência essa pessoa terá e os tweets dela podem alcançar um público maior.

Número de likes no Facebook

Mesmo o Google não tendo acesso a algumas contas do Facebook, a probabilidade de que ele considere o volume de likes para o rankeamento é muito grande. Quanto maior o volume de likes, maior a relevância.

Volume de compartilhamentos no Facebook

Os compartilhamentos de link no Facebook são muito parecidos com backlinks na visão do Facebook. Sendo assim, quanto maior o volume de compartilhamento por perfis relevantes, maior será a relevância dada pelo Google no rankeamento.

Autoridade da conta no Facebook

Assim como para o Twitter, o Google leva em consideração a autoridade da conta do usuário que está curtindo e compartilhando conteúdo. Então um perfil criado a mais tempo, com bom volume de curtidas e que compartilhe conteúdo relevante vai representar mais qualidade para o Google e consequentemente mais relevância para o conteúdo.

Volume de “+1” no Google+

Mesmo Matt Cutts tendo dito que o Google+ não tem efeito no rankeamento, é muito improvável que conteúdo compartilhado por lá não seja analisado e gere relevância, nos mesmos moldes usados para Facebook e Twitter.

Autoridade da conta no Google+

Do mesmo modo como acontece com Twitter e Facebook, as contas mais antigas e com maior relevância dentro da rede representam mais relevância para os conteúdos compartilhados.

Sinais sociais do site

Sabemos que além de conteúdo compartilhado (blog posts) as pessoas compartilham bastante o link de sites de empresas, lojas virtuais, profissionais e que parte desses links são de fanpages no Facebook, perfis no Twitter. Todo esse fluxo de informação do nível superior de um site é levado em consideração pelo Google e quanto maior for o volume a tendÊncia é que a relevância também seja maior.

Agora que você já conhece alguns dos fatores de rankeamento do Google relacionados a redes sociais, o que acha que compartilhar esse artigo nas suas redes sociais e mostrar para os seus amigos que assim como você eles também são importantes no rankeamento do conteúdo exibido pelo Google?

Livro Marketing de Conteúdo

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram