Em 2019 foram abertas mais de 100 mil vagas no setor de tecnologia. Até 2024 o setor de TI terá uma demanda de 420 mil novos empregos segundo relatório da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).

Mas com todos esses números, há uma guerra entre as empresas do setor, como pode ser visto no artigo publicado pelo site Canal Tech falando sobre Recrutamento de desenvolvedores.

“As empresas estão interessadas em profissionais prontos, mas poucas delas querem capacitá-los e desenvolvê-los. Isso gera uma guerra entre instituições, causada por um recrutamento não sustentável: quem paga melhor, quem oferece os melhores benefícios, etc. Porém, não faz sentido apenas sugar desenvolvedoras e desenvolvedores do mercado, disseminando uma cultura de que “contrata os melhores devs”, como se os melhores devs saíssem de uma fábrica com todas as habilidades técnicas e comportamentais necessárias para trabalhar.”

No meio dessa guerra, como ficam os novos profissionais de ti, aqueles que ainda não possuem a experiência que as empresas querem para ocupar suas vagas? Como eles vão adquirir a experiência para terem chances de conquistar as melhores vagas no mercado?

Vejo muitas empresas querendo especialistas para ocuparem funções cujas atribuições são relativamente simples e podem ser realizadas por profissionais de nível júnior e até estagiários, mas os contratantes acreditam que apenas os especialistas podem dar conta e fazer da melhor forma possível.

Essa mentalidade está fazendo com que algumas áreas do mercado de TI aqui no Brasil não se desenvolva da maneira como deveria e acabam ficando estagnadas ou retrocedendo.

O mercado está mudando, o perfil das empresas e dos clientes também e é preciso acompanhar toda essa mudança. Até alguns anos atrás o maior peso na hora de avaliar candidatos eram as hard skills, ou seja, as habilidades técnicas. Porém, o que está fazendo a diferença agora são as soft skills, que estão ligadas a habilidades de relacionamento, inteligência emocional e comportamental e outras questões bem diferentes dos conhecimentos técnicos.

Como especialista em TI eu sei exatamente o que esses profissionais estão passando, pois já estive nessa posição de querer uma vaga e não conseguir por pouca experiência.

Mas é uma questão de tempo até conquistar a vaga desejada e hoje é possível reduzir ainda mais esse tempo se o profissional de TI buscar além do conhecimento, ajuda especializada para se preparar para o que o mercado está buscando e alcançar os objetivos profissionais.

Juntei minha experiência de 14 anos na área de TI com a experiência na área de desenvolvimento humano adquirida através de estudos e prática nos últimos anos para ajudar profissionais de TI que estão em busca de oportunidade no mercado mas esbarram em questões como:

  • falta de experiência
  • dúvida de que carreira seguir na área de TI
  • dificuldade na hora das entrevistas de emprego
  • problemas com foco e procrastinação
  • baixa produtividade e performance

Através de metodologias e técnicas mundialmente conhecidas e utilizadas por profissionais para alcançarem excelência, ajudo profissionais de TI a se desenvolverem pessoal e profissionalmente para conquistarem seu espaço no mercado de trabalho e realizarem seus objetivos pessoais e profissionais.

Se você se interessou por isso e quer saber mais sobre como eu posso ajudar você a se tornar um profissional de TI cada vez mais desejado pelas empresas, entre em contato comigo por email ou pelas redes sociais (links no rodapé), será uma honra conversar com você e te apresentar um programa desenvolvido especialmente para profissionais de TI.